Crianças que tomam café da manhã são mais inteligentes

cafe-da-manha

Você sabia que o café da manhã pode influenciar no desempenho escolar do seu filho? É isso mesmo! Um estudo realizado por pesquisadores da Escola de Enfermagem da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, constatou que as crianças que tomam café da manhã regularmente são mais inteligentes.

Para chegar a essa conclusão, os estudiosos analisaram os dados e aplicaram testes de Q.I. em 1.269 crianças chinesas de 6 anos.  Visando facilitar os trabalhos e descobrir quais pequenos diariamente se alimentavam pela manhã, também foram enviados questionários às famílias.

kids-eatign-apple

O desjejum é importante, por que durante a noite nosso organismo passa por um longo período sem receber alimentos. E quando despertamos os níveis de açúcar no nosso sangue estão baixos, por isso precisam ser repostos. Necessitamos de “combustível” para aguentar um dia repleto de atividades.

Portanto, acorde 10 minutinhos mais cedo e prepare um belo café da manhã para o seu filho.

Decore sua casa com os desenhos do seu filho

desenho-na-decor

A gente sempre fala aqui que a decoração da nossa casa é capaz de dizer muito sobre a personalidade de qualquer morador.  Cá entre nós, não há nada mais bacana do que chegar em casa e encontrar um verdadeiro lar. Para conseguir atingir isso, decorar e modernizar o visual do ambiente com objetos que tenham a nossa cara e que carreguem certo significado é essencial. 

Sabe aqueles rabiscos coloridos feitos com muito capricho pelos nossos filhos e que a gente guarda com um carinho imensurável? Que tal tirá-los das gavetas e incluí-los na decoração da casa? É isso mesmo! Além de incentivar a criatividade das crianças, as pinturas podem atribuir mais modernidade ao lar. A ideia certamente vai deixar seu filhão pra lá de orgulhoso e além disso quem sabe você não tem um Picasso dentro de casa?

Vale emoldurar os desenhos ou simplesmente colá-los em um quadrinho básico. Ao final, é só pendurar a montagem na parede. Caso colorir seja uma das paixões do seu filho, dá até para decorar um corredor inteiro com as pinturas do pequeno. A ideia também vale para decorar seu escritório ou até mesmo sua mesa de trabalho. Experimente revestir seu porta-lápis com algum dos rabiscos feitos pelo seu filhote. Cá entre nós, em um dia atribulado, no qual tudo está dando errado, olhar para o lado e encontrar uma lembrança produzida pelo nosso bem mais precioso pode funcionar muito bem como um alento. Abaixo você confere algumas ideias que super funcionam. Se inspire: 

decor-com-desenhos

use-desenhos--do-seu-filho-na-decoracao

desneho-na-decor3

desenho-na-decor-1

Carinho de mãe reduz o estresse do bebê

 

Dica cultural - Bebê

 

Carícias, beijos e massagens a vontade.

Se o seu bebê anda com os nervinhos a flor da pele, experimente fazer mais carinhos nele. É isso mesmo!  Uma pesquisa recente constatou que carinho de mãe é capaz de reduzir o estresse de qualquer pequeno.

Após analisar o comportamento de 271 mães de primeira viagem, o estudo (feito por três universidades britânicas), constatou que o toque e o amor materno reduzem a atividade dos genes da criança que respondem ao estresse.

A gente sabe que carinho não faz mal a ninguém. E se for de mãe então, melhor ainda. Portanto, sempre que for possível cubra seu pequeno de “mimos”. Além de ser uma delícia, o ato contribui tanto para o desenvolvimento físico quanto psicológico dos menores.

sorrindo

 

Pegar o bebê no colo, fazer uma massagem gostosa, um cafuné ou até mesmo amamentar são algumas manifestações de afeto que podem contribuir para o bem estar de qualquer criança. Além disso, experimente cantar para o seu filho. Não há nada mais reconfortante do que a voz materna. Músicas e canções de ninar são ótimas para acalentar e  aumentar a cumplicidade entre mãe e filho.

Faxina sem traumas: veja dicas que ajudam a organizar o quarto do seu filho

quarto-crianca-baguncado

Não tem jeito! Casa com crianças sempre tem brinquedos espalhados pelo chão. É um tal de lápis de cor e  canetinhas de um lado, bonecas e carrinhos do outro… Se a bagunça ficasse restrita aos quartos dos pequenos, até que seria bom. No entanto, na maioria das vezes nenhum cômodo da casa fica imune à bagunça da criançada.

Se você não aguenta mais ver o quarto do seu príncipe ou princesa entulhado de coisas, preste atenção nas nossas dicas.  Você vai ver que é possível sim organizar e ao mesmo tempo decorar nosso lar.

#Antes de tudo, envolve seu filho na organização do ambiente. Sente-se com ele e decidam juntos quais brinquedos estão servindo, ultimamente, apenas para ocupar espaço. O bacana é que você pode incentivar a criançada a doar alguns brinquedos.

#Reserve algumas horas especificamente para isso. Se preferir, coloque uma música de fundo. A ideia ajuda para que a prática seja mais prazerosa. Quem nunca saiu por aí faxinando e cantarolando alguma canção que atire a primeira pedra! Faça isso com o teu pequeno e promova uma diversão generalizada.

#É importante que criança tenha responsabilidade e noção de organização desde cedo. Portanto, eduque seu filho para que ele sempre guarde seus brinquedos após as brincadeiras. Caixas organizadoras (dê preferência às divertidas) são ótimas incentivadoras.

#Se a palavra “faxina” te causa calafrios, experimente organizar a casa por etapas. Reserve um dia ou até mesmo algumas horas para limpar e organizar o quarto do pequeno. A ideia evita uma possível desistência.

Conheça o trabalho encantador da fotografa Laurie Sachs

bebes-encantadores

Não é de hoje que ensaios com crianças são uma verdadeira febre.  Tendo um bebezinho como protagonista, dificilmente as produções ficam ruins. Na maioria das vezes, o resultado final agrada tanto que as fotos acabam se transformando em um verdadeiro viral da internet.

bebe-lindo-1

Especialista em fotografar crianças, Laurie Sachs produz frequentemente álbuns encantadores. Suas fotos transparecem uma verdade sem fim.  Laurie é mestre em conseguir captar a inocência de cada “serzinho”.

As poses e o cenário contribuem fortemente para um resultado angelical. No entanto, o trabalho da fotógrafa deve ser ressaltado. Não seria exageros compará-la há uma verdadeira encantadora de bebês. Acredite: é impossível não babar nas fotografias tiradas por Laurie. Dá uma olhada nas imagens abaixo e tire suas próprias conclusões:

 

bebe-lindo-2

 

 


bebe-lindo-3

 

 

bebe-lindo-4

 

 

bebe-lindo-5

 

Cuidados para o Carnaval

Entramos no mês de fevereiro juntamente com as festividades carnavalescas. Surgem muitas dúvidas sobre o que fazer com as crianças nestes dias de folga. Ficar em casa no sossego? Aproveitar a folia de um jeito mais agitado é recomendado?

Segundo pediatras, o melhor para bebês até dois anos de idade é ficarem em casa. Em razão dos muitos horários de cuidados, como mamar e dormir, não é recomendado levá-las para matinês ou mesmo para assistir os blocos de carnaval.

No caso das fantasias, não existem restrições para o uso dela, desde que feitas com tecidos leves como algodão e deixar os pequenos longe de objetos cortantes e com ponta.

Já as maquiagens, segundo os médicos, o ideal é que sejam aplicadas em crianças maiores de três anos com tintas artísticas antialérgicas.

rosto infantil

Já a partir dos cinco anos de idade é permitido frequentar um bloco de carnaval. Atualmente, em algumas cidades existem foliões mirins, com supervisão de adultos e organizados especialmente para esse tipo de público.

Anote essas dicas e garanta momentos de diversão e alegria junto aos seus pimpolhos nessa data animada!

Escolha o pet ideal

escolha-seu-pet

Ter um animal de estimação em casa pode ser uma terapia e traz grandes contribuições na formação e educação das crianças. Esses pequenos pets já não são mais vistos apenas como simples guardiões, mas passaram a ter o status de membro da família. Nem sempre essa convivência é harmoniosa, ainda mais quando se tem crianças pequenas em casa. A escolha de um bom companheiro é essencial para que o lar continue equilibrado e completo. Apenas a raça não determina necessariamente o temperamento do cachorro.

Toda criança quer ter um cachorro, isso é um fato muito comum.  Mas, quando é chegado o momento de escolher o animal, muitas dúvidas surgem, já que se trata de um pet que estará em contato direto com as pessoas da casa, e por muitos anos. Na hora da escolha, vale prestar atenção em alguns cuidados que podem fazer a diferença:

  • Crianças entre 2 e 5 anos de idade, não conseguem distinguir certas ações em relação ao animal. Também podem ser facilmente derrubados por cães maiores. É recomendado nesses casos escolher uma raça de pequeno a médio porte, e que seja tolerante com os pequenos, de temperamento dócil e brincalhão. Algumas raças ideias para essa situação são o Beagle ou o Shih-tzu.
  • Crianças acima dos 8 anos, tem melhor convivência com os cães, pois eles podem aprender a cuidar do pet, aumentando sua responsabilidade em relação ao cachorro. Também podemos incluir, para esses casos, cães de porte maior, como o Golden Retriever, o Labrador ou o Boxer. São cães brincalhões, com bastante energia para gastar com as crianças, e muito companheiros.

É importante ressaltar que apenas a raça não determina necessariamente o temperamento do cachorro. Na hora de escolher seu filhote, conte com o auxílio de um profissional, que poderá fazer testes de temperamento e ajudar na escolha de um cão com comportamento mais estável e tranquilo.

Na hora de adquirir um animal, lembre-se de que existem muitos animais abandonados, que podem ser adotados nos abrigos. Vale a pena visitar algumas ONGs e conhecer alguns cães, antes de pensar em comprar.

dog

Não compre animais por impulso, ou apenas porque a criança pediu. Ter cães é uma responsabilidade muito grande e caberá ao adulto da casa suprir as necessidades do cachorro, como alimento, abrigo, passeios e brincadeiras. Além disso, a educação e limites devem fazer parte da vida do seu cão, para uma convivência saudável com todos da casa.

Tomando pequenos cuidados antes de adquirir um animalzinho, a convivência certamente trará benefícios para ambos.

Fonte: Guia do Bebê