Inspiração: decoração para quarto de bebês

Não tem jeito! Quando engravidamos somos invadidas por uma emoção imensurável. A partir do momento que temos a certeza de que há um serzinho dentro do nosso ventre, a vida muda por completo. É um tal de pesquisar informações sobre gravidez e sobre o que é de fato “estar” grávida.

Como decorar o quartinho do nosso filhote, por exemplo, é a dúvida de boa parte das gestantes. Tanto mães de primeira viagem quanto as experientes ficam com uma pulga atrás da orelha.  Afinal, o que está em pauta é o visual do quartinho do nosso bem mais precioso.

Se você está vivenciando essa situação, se inspire nas fotografias abaixo e veja como é fácil decorar o quarto do seu pequeno com amor, carinho e muito estilo. Uma ótima HORA para você!

Para se inspirar:

 

 

decor-quarto-bebes

 

 

baby-room-decor

 

 

 

baby-decoration

 

 

 

 

baby-decoracao

 

 

baby-decor

Anúncios

Conheça o trabalho encantador da fotografa Laurie Sachs

bebes-encantadores

Não é de hoje que ensaios com crianças são uma verdadeira febre.  Tendo um bebezinho como protagonista, dificilmente as produções ficam ruins. Na maioria das vezes, o resultado final agrada tanto que as fotos acabam se transformando em um verdadeiro viral da internet.

bebe-lindo-1

Especialista em fotografar crianças, Laurie Sachs produz frequentemente álbuns encantadores. Suas fotos transparecem uma verdade sem fim.  Laurie é mestre em conseguir captar a inocência de cada “serzinho”.

As poses e o cenário contribuem fortemente para um resultado angelical. No entanto, o trabalho da fotógrafa deve ser ressaltado. Não seria exageros compará-la há uma verdadeira encantadora de bebês. Acredite: é impossível não babar nas fotografias tiradas por Laurie. Dá uma olhada nas imagens abaixo e tire suas próprias conclusões:

 

bebe-lindo-2

 

 


bebe-lindo-3

 

 

bebe-lindo-4

 

 

bebe-lindo-5

 

Desvendando os bebês: conheça o documentário Babies (Bebês).

documentario-babies

Vai aproveitar o feriado de carnaval para ficar em casa descansando da atribulada correria do dia a dia? Então,  que tal reservar um tempinho para assistir um filminho. O documentário “Babies”, por exemplo, é uma ótima pedida.

Dirigido pelo cineasta francês Thomas Balmés, o documentário mostra o primeiro ano de vida de quatro bebês. Os pequenos são de diferentes países: Japão, Estados Unidos, Mongólia e Namíbia. A intenção é simplesmente desvendar o comportamento das crianças pelo mundo todo.

babies-filme

O bacana do documentário é conhecer o quanto o tratamento e a criação de cada bebê podem variar de um país para o outro. No filme, a relação maternal é retratada com maestria. O diretor conseguiu capturar situações um tanto quanto lúdicas. Se você é fã de documentários, inclua o título entre suas próximas aquisições. Confira o trailer abaixo:

Cuidados para o Carnaval

Entramos no mês de fevereiro juntamente com as festividades carnavalescas. Surgem muitas dúvidas sobre o que fazer com as crianças nestes dias de folga. Ficar em casa no sossego? Aproveitar a folia de um jeito mais agitado é recomendado?

Segundo pediatras, o melhor para bebês até dois anos de idade é ficarem em casa. Em razão dos muitos horários de cuidados, como mamar e dormir, não é recomendado levá-las para matinês ou mesmo para assistir os blocos de carnaval.

No caso das fantasias, não existem restrições para o uso dela, desde que feitas com tecidos leves como algodão e deixar os pequenos longe de objetos cortantes e com ponta.

Já as maquiagens, segundo os médicos, o ideal é que sejam aplicadas em crianças maiores de três anos com tintas artísticas antialérgicas.

rosto infantil

Já a partir dos cinco anos de idade é permitido frequentar um bloco de carnaval. Atualmente, em algumas cidades existem foliões mirins, com supervisão de adultos e organizados especialmente para esse tipo de público.

Anote essas dicas e garanta momentos de diversão e alegria junto aos seus pimpolhos nessa data animada!

Escolha o pet ideal

escolha-seu-pet

Ter um animal de estimação em casa pode ser uma terapia e traz grandes contribuições na formação e educação das crianças. Esses pequenos pets já não são mais vistos apenas como simples guardiões, mas passaram a ter o status de membro da família. Nem sempre essa convivência é harmoniosa, ainda mais quando se tem crianças pequenas em casa. A escolha de um bom companheiro é essencial para que o lar continue equilibrado e completo. Apenas a raça não determina necessariamente o temperamento do cachorro.

Toda criança quer ter um cachorro, isso é um fato muito comum.  Mas, quando é chegado o momento de escolher o animal, muitas dúvidas surgem, já que se trata de um pet que estará em contato direto com as pessoas da casa, e por muitos anos. Na hora da escolha, vale prestar atenção em alguns cuidados que podem fazer a diferença:

  • Crianças entre 2 e 5 anos de idade, não conseguem distinguir certas ações em relação ao animal. Também podem ser facilmente derrubados por cães maiores. É recomendado nesses casos escolher uma raça de pequeno a médio porte, e que seja tolerante com os pequenos, de temperamento dócil e brincalhão. Algumas raças ideias para essa situação são o Beagle ou o Shih-tzu.
  • Crianças acima dos 8 anos, tem melhor convivência com os cães, pois eles podem aprender a cuidar do pet, aumentando sua responsabilidade em relação ao cachorro. Também podemos incluir, para esses casos, cães de porte maior, como o Golden Retriever, o Labrador ou o Boxer. São cães brincalhões, com bastante energia para gastar com as crianças, e muito companheiros.

É importante ressaltar que apenas a raça não determina necessariamente o temperamento do cachorro. Na hora de escolher seu filhote, conte com o auxílio de um profissional, que poderá fazer testes de temperamento e ajudar na escolha de um cão com comportamento mais estável e tranquilo.

Na hora de adquirir um animal, lembre-se de que existem muitos animais abandonados, que podem ser adotados nos abrigos. Vale a pena visitar algumas ONGs e conhecer alguns cães, antes de pensar em comprar.

dog

Não compre animais por impulso, ou apenas porque a criança pediu. Ter cães é uma responsabilidade muito grande e caberá ao adulto da casa suprir as necessidades do cachorro, como alimento, abrigo, passeios e brincadeiras. Além disso, a educação e limites devem fazer parte da vida do seu cão, para uma convivência saudável com todos da casa.

Tomando pequenos cuidados antes de adquirir um animalzinho, a convivência certamente trará benefícios para ambos.

Fonte: Guia do Bebê

Ceia de Natal Especial para grávidas

christmasbelly

Manter a dieta durante as comemorações de final de ano é um baita desafio. Recheada de comidas gordurosas e doces incríveis, as festas são marcadas pelos excessos. Se você está grávida, fique atenta à sua alimentação. Saiba que é possível SIM produzir uma ceia leve, natural e saborosa. Basta fazer algumas substituições. A ideia pode trazer com facilidade mais saúde para a mesa. Veja dicas:

# Antes de tudo, mantenha-se longe de bebidas alcoólicas. Brinde a noite mais linda do ano ou a chegada de 2013 com sucos naturais ou até mesmo uma água de coco. Se preferir, prepare drinks sem álcool. Além disso, evite a ingestão de refrigerantes, mesmo os dietéticos.

# Na hora de montar o prato, prefira saladas e passe longe de carnes cruas e comidas muito gordurosas. Tenha em mente que você pode comer de tudo desde que seja com moderação. Com boa fonte de proteína e pouca concentração de gordura, o PERU é um dos grandes protagonistas da Ceia de Natal. Na hora que for comê-lo, deixe apenas a pele de lado. Ela possui muito gordura saturada.

peru-natal

# Tenha uma garrafinha de água mineral sempre por perto. Manter-se hidratada durante a gestação é extremamente importante. Por isso, não se esqueça de ingerir bastante água, independente do local que esteja ou da ocasião.

# Além de serem refrescantes, as frutas são ótimas aliadas para quem deseja manter uma dieta saudável. Pode comê-las sem medo. Elas são ricas em minerais, vitaminas e fibras.

fruits

# Em alguns lares a Ceia Natalina costuma acontecer só depois da meia noite. Caso sua família faça parte desse time, antes da festa começar a rolar, procure se alimentar normalmente de três em três horas. Isso é importante para a saúde do bebê.

# De resto, reúna a família, relaxe e comemore as festas em grande estilo. Bom Natal e boa hora para você!

Santa-Baby

A hora certa de tirar a fralda do bebê

Retirar as fraldas do bebê é um processo que exige muita paciência e deve ser feito aos poucos. A retirada precoce é capaz de resultar em uma série de problemas para a criança. Dependendo da maneira como o método é realizado, pode ser traumatizante.

Por mais que a mãe esteja cansada das maratonas de trocas de fraldas, é preciso respeitar o tempo de cada criança. Lembre-se que nenhum bebê é igual ao outro, portanto, não force a barra pensando apenas no seu bem estar.

Na maioria das vezes, uma criança de 2 anos já está madura para a retirada das fraldas. Você sabe que a hora chegou, quando o próprio pequeno começa a demonstrar sinais de insatisfação e incômodo com a fralda suja. Normalmente eles avisam que fez cocô ou xixi. A partir daí, comece a treiná-lo. Quando a criança conseguir passar boa parte do dia seca, é chegada a hora. 

Para obter sucesso na retirada, o penico (permita que ele participe da escolha) é uma ótimo aliado. Incentive seu filho a usá-lo. Além disso, converse bastante com a criança. Explique o que acontece dentro do banheiro. É importante que eles  saibam e entendam que aquela ambiente é reservado para fazer suas necessidades. Procure deixar a porta desse cômodo aberta, o ritual contribui para que as  crianças fiquem curiosas e imitem os pais.

Procure respeitar os limites do seu filho. Leve-o ao banheiro sempre que ele pedir. Nunca deixe isso para depois.

Incentivar os pequenos a alcançarem metas e presenteá-los sempre que conseguirem o objetivo lançado é também uma boa maneira de estimulá-los a abandonarem o hábito.

A tarefa não é fácil, mas com paciência e jeitinho o processo facilmente se transforma em algo natural.