Gravidez aos 40

A sociedade passa hoje por transformações marcantes no que diz respeito às atitudes dos homens e das mulheres. Hoje em dia é muito comum os dois trabalharem e assumirem responsabilidades iguais. Cada vez mais as mulheres se preocupam com a realização profissional e consequentemente adiam tanto o casamento quanto os projetos de maternidade.

 

O melhor período para engravidar é entre os 19 e 29 anos, quando o corpo está mais preparado para a gestação e os riscos para a mãe e o bebê são menores.

 

O risco é maior a cada ano acima dos 35, isso porque a fertilidade geral da mulher decai. É comum ocorrer dificuldade em engravidar, principalmente após os 40 anos.

 

Todas as mulheres, independentemente da idade, devem procurar um médico ao decidir engravidar. É importante fazer alguns exames, corrigir hábitos inadequados como fumar ou beber e fazer um pré-natal corretamente.

 

A orientação não muda muito, apenas temos de explicar que os riscos são maiores. É preciso fazer um mapeamento de doenças para todas as mulheres, jovens ou não. Aquelas com aproximadamente 40 anos devem ficar atentas à pressão arterial, fazer avaliação para detectar problemas na tireoide e, durante a gestação, dar atenção dobrada ao ecocardiograma fetal e ao ultrassom morfológico, que detecta doenças genéticas.

 

Um grande avanço na medicina foi a Fertilização In-Vitro (técnica de reprodução medicamente assistida em ambiente laboratorial). Hoje é possível que mulheres na fase pré-menopausa ou menopausa recente consigam ter filhos através dos programas de doação de óvulos.

 

As mulheres com 37 anos ou mais apresentam uma chance maior de ter filhos com alterações genéticas, principalmente síndrome de Down. Esse risco se acentua muito após os 42 anos.

 

Todas as grávidas com mais de 37 anos devem ser orientadas sobre a possibilidade de se realizar uma biópsia de vilo corial para saber se existe alguma alteração cromossômica com seu bebê.

 

Apesar da gestação após os 40 anos ainda ser considerada de risco, o grande desenvolvimento da medicina nos últimos anos tem criado condições para que essas gestações sejam bem acompanhadas. Geralmente equipes compostas por obstetras, clínicos gerais e pediatras atuam em harmonia para dar mais segurança ao casal.

 

O mais importante é você conversar com o seu médico para estabelecer desde o início um acompanhamento adequado às suas condições.

Cada mulher tem seu histórico. O desenvolvimento da gravidez após os 40 anos será diferente de caso para caso.

Fontes: wikipedia.org / mulher.uol / guiadobebe

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s